“You can't just turn on creativity like a faucet. You have to be in the right mood. What mood is that? Last-minute panic.” ~ Bill Watterson

Hoje foi dia de ajustar o meu calendário pessoal ao da minha orientadora. Já agora, ela até pode ter os seus defeitos, que não é imune, mas só por aturar as minhas neuroses e procrastinação crónica, merecia uma estátua. Tirava-se a do Marquês de Pombal e punha-se a dela. Nem era preciso incomodarmos o Dr. Júdice pedindo-lhe que comprasse mais uma estátua para colocar no passeio público à porta do seu escritório, que eu detesto gente com projectos megalómanos e egos cujo tamanho tentam compensar seja o que for... Tirava-se a do Marquês e punha-se a minha... a da minha orientadora, pois claro!

Bom, então decidiu-se o prazo de entrega dos primeiros capítulos etnográficos. Eu até gostava de ser daquelas bloggers que, mal arranjam o que fazer, escrevem às suas fãs: "vou andar menos por aqui porque recebi novidades maravilhosas, mas não se preocupem que tenho posts agendados até ao dia do Juízo Final sobre a vida sexual das galinhas e os comentários serão respondidos logo que me seja possível vir à net!" Sou só eu que leio nas entrelinhas: "andei aqui a encher chouriço convosco porque não tinha mais o que fazer, pelo que decidi criar um blogue e agora que a minha vida a sério voltou a entrar na linha, vou só ali e já venho"? Não, meus queridos fãs e leitores assíduos. Eu não sou dessas bloggers. Eu sou daquele tipo de pessoa que mal tem nas mãos uma tarefa séria, árdua e penosa, a adia. Por isso, agora que tenho uma data (7 de Dezembro! 7 de Dezembro! 7 de Dezembro!) marcada a vermelho na minha agenda, vão ver-me por aqui MUITO MAIS VEZES!!! Se há coisa que eu gosto de fazer, é de não fazer o que é suposto fazer. Perceberam? Racionalmente, eu também não.

Eu sou membro efectivo da equipa de uma colega minha que afirma alto e bom som: "quando tenho trabalhos para entregar na Faculdade, os azulejos da minha casa de banho até brilham!". E como tal, tendo em vista uma data em concreto, deu-me para arrumar e limpar aprofundamente o meu rico apartamento. Se por um lado sei que não me consigo organizar mentalmente num ambiente caótico (OCD! OCD! OCD!), por outro lado com estas tarefas inadiáveis consigo adiar mais um pouco aquilo em que já deveria ter posto as mãos. Agora a questão que se impõe, estarei eu a fugir das minhas obrigações académicas ou andei demasiado tempo a fugir da BESTA:

E é por estas e por outras, meus amigos, que não devem deixar para daqui a 3 semanas o que podem fazer hoje.

O que vale é que os gatinhos dão uma ajuda e já começaram a dobrar a roupa interior:


E coloquei no quadro a giz as minhas tarefas para hoje, de maneira a não me esquecer e ter o prazer de as ir riscando à medida que as completo. Não coloquei aspirar porque o Roomba (Rúben, para os amigos) tem dado uma ajuda preciosa. Fica aqui uma review prometida do meu novo brinquedo. 


É neste quadro, colado na porta da sala, que também costumo escrever a nossa ementa semanal acompanhada da data dos jogos do Benfica (e alguns mais importantes da Liga dos Campeões), os dias em que combinamos ir ao ginásio e que planeamos ir jantar fora (OCD! OCD! OCD!). Gosto tanto que a minha agenda e dieta estejam sujeitas ao calendário desse clube nefasto... mas enfim, tenho de me adaptar porque sou uma boa e dedicada esposa...

Cheira-me que os pontos 5 e 6 terão de ser adiados para amanhã e, se não me despacho, o 4 vai pelo mesmo caminho...

Comments

  1. Ahahah, adorei a saida da tua colega. Quando temos algo importante para fazer, apetece fazer tudo menos isso ou os nervos são tantos que uma pessoa agarra-se a outras coisas, mesmo que não goste!
    Boa sorte para a tese :)

    Bjokas

    ReplyDelete
  2. ahahah revejo-me completamente, mas depois, no final, até cumpro bem os prazos!

    Força nisso!!

    xx

    ReplyDelete
    Replies
    1. também eu, que remédio... mas o pânico do último minuto é realmente decisivo nesse resultado!*

      Delete

Post a Comment

Popular Posts