Os esperados cabazes!

Ainda vou a tempo de falar em Natal ou já arrumaram as árvores de plástico na arrecadação juntamente com as luzes intermitentes e as bolas coloridas? Se acham que já levaram com posts natalícios suficientes para este ano e já andam à procura de postais de São Valentim, então voltem cá amanhã para outras novidades. Se ainda aguentam um pouco mais (afinal de contas, o Natal é quando o homem quer, não é?), aqui fica um resumo dos cabazes que ofereci este ano. Relembro que são ideias que poderão aproveitar para outras ocasiões, sejam elas aniversários, bar mitzvahs ou mesmo quando o objectivo for presentear alguém com algo inédito, resultado do vosso esforço e dedicação. 

Como já referi anteriormente, os cabazes obrigaram a um tipo de organização diferente. Desengane-se quem considera esta uma prenda low cost. A mais valia encontra-se na distribuição ao longo do tempo do valor investido. Porém, investe-se em vários detalhes. Desde o papel das etiquetas à caixa onde os produtos irão, passando pela farinha das bolachas ao açúcar mascavado dos esfoliantes. Nada foi deixado ao acaso e demorou bastante tempo a pôr em curso. Os dias 23 e 24 de Dezembro foram cruciais para terminar as bolachas, embrulhá-las em papel celofane e etiquetá-las, o que acrescenta umas gramas de stress a prendas iniciadas em Outubro. Cada cabaz de produtos alimentares levava ainda uma fotografia emoldurada tirada no nosso casamento com o destinatário. O conteúdo de cada caixa (adquirida na loja Casa Shops) variou, dependia do tamanho da mesma, do frasco e do gosto de cada um também. Como os frascos foram todos guardados durante o ano anterior e reutilizados, optei por decorá-los com tecidos de capulanas que o meu pai me trouxe de Moçambique, atá-los com fio de algodão colorido e com a etiqueta correspondente.

Sem mais delongas, cá vão os cabazes, conteúdo, inspirações e receitas. Não posso garantir que o resultado final seja igual ao que encontram nos posts originais, porque eu faço sempre uma adaptação aqui e ali. Cliquem nos links para aceder. Espero que gostem!

- Compota de pêra e gengibre (por cada kg de pêra descascada juntar 800gr de açúcar e um pouco de gengibre fresco; colocar na máquina do pão no programa "doces" e fazer dois ciclos)










- Kit massa (improvisei um pouco e no mesmo frasco coloquei esparguete negro e no fundo os condimentos: óregãos, tomilho, sal, alho, piri piri em pó...)


- Fudge (um sucesso!!! o truque é deixar cozinhar bem os ingredientes para que consigam endurecer o fudge correctamente)

- Crisps de limão e sementes de papoila (ideia para a os flocos de neve aqui)

- Compota de maçã, pêra e vinho do Porto (alteração: 1kg de pêra rocha e maçã para 800gr de açúcar)

- Compota de maçã e malagueta (para acompanhar carnes, a minha ficou bastante picante!) 

- Árvores de Natal (receita daqui, inspiração daqui e glacê feito com gotas de água, limão, corante e muito açúcar em pó!!!)

Comments

  1. Ficaram maravilhosos!
    Beijinho!
    Cláudia

    ReplyDelete
  2. Uau que maravilha!
    E as reações?

    ReplyDelete
    Replies
    1. Gostaram bastante! Os meus avos entao ficaram particularmente emocionados. A minha avo até disse que tinha sido a sua prenda favorita por ter sido um presente do coração. E o meu pai foi refilar com ela porque o cabaz que lhe dei tinha mais frascos. Para o ano há mais!

      Delete
  3. Adoro dar cabazes! E como os adoro receber, vou ter de "roubar" umas ideias :p

    ReplyDelete

Post a Comment

Popular Posts