Rubro!


Existem poucos restaurante de tapas em Lisboa dos quais gosto realmente e da primeira vez que fui ao Rubro, nem sequer fiquei fã. No entanto, há dias atrás dei-lhe uma segunda oportunidade. Desta vez gostei bastante, embora vos avise já que não é um sítio barato. Além disso, se querem picar - como dizem os espanhóis - o ideal é que se façam acompanhar de um grupo: permite-vos experimentar mais petiscos, tapas, prolongar a conversa pela noite fora sobre pratos onde sabe sempre bem molhar mais uma vez o pão no molho e pedir outro copo de vinho.
Não sei se vos tem acontecido o mesmo recentemente, mas sempre que queremos marcar um restaurante para jantar ao sábado, batemos à primeira e à segunda com o nariz na porta. "Estamos completamente lotados!". Esta crise, então nos restaurantes acima dos 20€ por pessoa, parece que fica sempre do lado de fora. Quando telefonámos para fazer a reserva, o gerente disse-nos logo que teria a mesa disponível até às 22 horas e que não seria simpático pedir-nos para sair à hora combinada. Mesmo assim, arriscámos. Éramos apenas dois, estávamos perto de casa e tínhamos duas horas para jantar. Pareceu-nos adequado. Entretanto, dois amigos apareceram para nos fazer companhia e no restaurante foram atenciosos ao arranjarem-nos uma mesa maior. Há determinados pormenores que não se explicam nem comunicam tão bem como os excelentes cogumelos pleurotos grelhados, a carne tenra do picapau e o delicioso molho com pickles de couve flor. Os pimentos padrão que não picavam mas vieram carregados de sal, como se quer. Ou o menu de desgustação que ainda conseguimos pedir antes de esgotar e que era bom, mas não tão bom como as restantes tapas. Acompanhámos com um tinto alentejano e estranhámos a ausência de batatas bravas do menu, que são o ex-libris dos restaurantes espanhóis. O pormenor de receber bem os clientes é algo que não se aprende nem se explica facilmente, mas que alguns restaurantes nos oferecem juntamente com as especialidades da casa e que sentimos como uma agradável companhia que se senta a jantar ao nosso lado. Sem dúvida, um pormenor que nos faz querer voltar.
O Rubro não é um restaurante de tapas ao nível da Lateral em Madrid, mas é uma boa alternativa a quem, como eu, não gosta de andar de avião mesmo que por 50 minutos e lhe apetece picar uns petiscos espanhóis num restaurante simpático.

Rubro
R. Rodrigues Sampaio, 35, Lisboa
Aprox. 25€/pessoa




Comments

  1. um dia ainda nos vemos por lá. adoro ;9

    ReplyDelete
    Replies
    1. nAn acho que acabámos de encontrar o nosso quartel general onde planearemos a revolução! ;)

      Delete
  2. Tem muito bom aspecto:))))

    http://styleloveandsushi.blogspot.com

    ReplyDelete
    Replies
    1. Quando vieres a Lisboa, experimentas! ;)

      Delete
  3. Pimentos padrão loooooove it!!!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Também adoro! Compro umas cuvetes baratíssimas no minipreço e saltei-os com azeite e sal no wok! Que maravilha!

      Delete

Post a Comment

Popular Posts