Pastéis de rúcula, tomate e parmesão.


Havendo vontade, há sempre maneira de não fazer uma receita relativamente light e transformá-la num prato mais decadente. Basta manter a farinha de trigo normal e não a trocar por metade de farinha integral. Ou então acrescentar parmesão ralado na altura. É este o meu pecado de eleição: queijo. De todas as formas, sabores e feitios, ainda não houve um que não me tivesse cativado. Cada vez percebo melhor Charles de Gaulle quando afirmou "qu'on ne peut pas gouverner un pays qui offre 246 variétés de fromages". É impossível, é demasiado tentador mantermo-nos sérios e firmes com tanto queijo à disposição. 

~ Ingredientes ~
(serve cerca de 6 pastéis, dependendo do tamanho)

receita adaptada daqui

Massa:
2 cups (250ml) de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento biológico
1 pitada de sal
4 colheres de sopa de azeite
1 gema
1/2 cup de leite magro

Recheio:

1 molho de rúcula limpa e cortada em juliana larga
2 tomates de rama picados em cubos
30g de parmesão ralado na altura
1 colher de sopa de sumo de limão
sal 
pimenta preta moída na altura
3 colheres de sopa de chá preto pronto

Começar por preparar a massa peneirando a farinha com o fermento e o sal. Juntar a gema mexendo sempre, seguida das colheres de azeite e do leite. Envolver bem e sove a massa durante cerca de 10m [cá em casa só a maltratei durante 8m e chegou na mesma que já estava a ficar com calores e a petiscar demasiada massa crua). Deixar repousar pelo menos meia hora tapado com um pano. Não espreitar: o Diabo entra e a massa não cresce, como diria a minha avó. Entretanto preparar o recheio cortando a rúcula e juntando-a ao tomate picado num escorredor. Regar com o sumo de limão, polvilhar com sal e pimenta preta e deixar repousar pelo menos 15m [cá repousou mais porque eu entretanto aproveitei para ir limpar a casa de banho, tal como a massa esteve mais de 1 hora a levedar...]. Cortar a massa em círculos largos, rechear com a mistura de rúcula e tomate, polvilhar com quejo ralado e dobrar, fechando com um garfo. Pincelar com o chá preto e levar a forno a 180º cerca de 20m até dourar.

* não deixar as empadas no forno muito tempo para que a massa não seque e fique mais grossa; mal cozidas as empadas ficam mais saborosas, na minha opinião!


Comments

  1. Bem a meu gosto esses pasteis...
    beijinhos e bom fim de semana :)

    ReplyDelete
  2. E de roquefort? K'horror! Esse cheio de bolor não consigo. De resto, tb sou pelos queijinhos, sim!

    ReplyDelete
    Replies
    1. muito sinceramente, não há queijo que não goste. e bife com molho roquefort? bom.........

      Delete
    2. sou apaixonada por roquefort! nhammmm
      só não sou fã de queijos muito brancos... riccota, cottage, queijo fresco não me agradam.
      gostei desta receita, é relativamente saudável! também para experimentar :)
      ah, perguntinha: nas panquecas posso usar açúcar normal, ou até baunilhado? ou tem de ser aquele que diz na receita?

      Delete
    3. retira o queijo e corta metade da farinha de trigo branca por integral para pesar menos na consciência (e na balança). podes usar o açúcar que quiseres nas panquecas! eu usei o amarelo porque é o meu favorito e regrar geral é o que compro cá para casa, em vez do refinado.

      Delete
  3. Estão muito bonitos e, acredito, saborosos! :)

    Beijinhos,

    Aida

    ReplyDelete
    Replies
    1. ficaram tão bons, comi três num dia só! loool!

      Delete
  4. O queijo é mesmo um veneno,mas que sabe sempre tão bem :3

    ReplyDelete
    Replies
    1. é daqueles venenos que não dispenso! :p

      Delete
  5. Ficaram bem bonitos, mas como não aprecio queijo (como só algumas variedades) teria de experimentar para ver se era do meu agrado em termos de sabor :)

    beijinhos e bom fim de semana

    ReplyDelete
    Replies
    1. a receita original nem leva queijo, eu é que resolvi improvisar :D

      Delete
  6. Muito bonitos e nunca fiz recheio de rúcula. Gostei da sugestão.
    Bj
    Márcia

    ReplyDelete
  7. Vou fazer esta receita o mais rápido possível. Adoro folhados e pastéis e ando sempre a procura de recheios sem carne!

    ReplyDelete
    Replies
    1. a massa não é folhada, é muito mais magra do que essa. tenta fazê-la o mais fina que conseguires até fechar e não a deixes muito tempo no forno para não secar. e se quiseres mais light, retira o parmesão! mas lá que fica bom, fica....

      Delete
  8. Hummmmm que receita tão curiosa e com certeza deliciosa... Adoro petiscos salgados!

    ReplyDelete
    Replies
    1. já somos duas! perco-me muito mais pelos salgados do que pelos doces!

      Delete
  9. Gosto tanto destes petiscos salgados! Hum...é uma combinação de ingredientes muito interessante!
    beijinhos e boa semana

    ReplyDelete
  10. Esses pasteis devem ser deliciosos e ideais para levar na marmita :)
    Kiss, Susana

    Nota: Ver os passatempos a decorrer no meu blog:

    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/04/projeto-escolha-do-ingrediente.html

    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/04/passatempo-meiaduzia-de-mimos-para-ti.html

    ReplyDelete

Post a Comment

Popular Posts