Prove.


Gosto de fruta fresca. Gosto de legumes locais e da época. Gosto de ter um cabaz repleto de cor com vegetais que à partida não me lembraria de comprar. Gosto de procurar receitas tentando fazer combinações originais. Gosto de comer sempre sopa no inverno e salada no verão. Os supermercados inundam-nos de possibilidades, podemos qualquer fruta ou legume o ano inteiro. Basta comprometer a frescura e a qualidade do que compramos. Por isso procuro sempre alternativas às cuvetes importadas de outras pontas do globo, onde legumes e frutas sem sabor viajam em primeira classe.

O projecto PROVE - Promover e Vender apoia os pequenos produtores nacionais através do Programa Comunitário EQUAL. Podemos encontrar estes cabazes à venda em vários locais: da Península de Setúbal ao Porto, passando pelo Vale do Sousa, Alentejo e Mafra. Registamo-nos no site, optamos pelo tipo de cabaz que preferimos, a periodicidade com que pretendemos adquiri-lo e onde levantá-lo. No nosso caso optámos por um cabaz entregue na loja de Picoas dois sábados por mês. Dias antes da recolha recebo um email com o lembrete. E sábado de manhã muno-me da minha caixa de cartão da semana anterior e de 10€ e lá vou eu levantar o meu pesado cabaz. Volto para casa e deparo-me com um sem número de combinações possíveis: sopa, bolos, saladas, pickles, compotas, refogados, legumes cozidos, grelhados ou assados, frutas doces e acabadas de apanhar, ervas aromáticas para dar ainda mais sabor aos cozinhados... 

Como é bom viver no campo!

Cabaz de 16 de Fevereiro:

  
   * 1 alface
   * 9 cenouras
   * 2 ramos brócolos
   * 7 cebolas
   * 1 molho rúcula
   * 1 molho espinafres
   * 1 alho francês
   * 9 batatas
   * 2 nabos
   * 11 maçãs pequenas
   * 6 laranjas
   * 1 molho de louro


Cabaz de 2 de Março:



   * 1 alface
   * 10 tangerinas
   * 2 ramos de brócolos com folhas
   * Um ramo de salsa
   * Um molho de espinafres
   * 1kg abóbora
   * 8 maçãs, das quais 5 maçãs reineta
   * 1kg cebola
   * 1 alho francês
   * 1kg cenouras
   * 2 limões

Cabaz de 23 de Março:

    * 1 couve lombarda
   * 1 alface
   * 1 ramo pequeno de rúcula
   * 1 ramo de espinafres
   * 1 beterraba com rama
   * 1 ramo hortaliça
   * 12 laranjas
   * 1 ramo de salsa
   * 14 maçãs pequenas
   * 2 nabos
   * 1kg cenouras
   * 1kg batatas

Comments

  1. Olá :)

    Adorei saber deste projecto, também gosto imenso de apoiar e incentivar o que é nosso e vou dar sim uma espreitadela ! :)
    Obrigada pro informares ! :)

    Um beijinho*

    Isabel
    www.blogdochocolate.com
    http://brisa-maritima.blogspot.pt

    ReplyDelete
    Replies
    1. eu adoro vegetais e frutas frescos e estes (pesadíssimos) cabazes nunca me desiludiram!

      Delete
  2. Com cabazes assim, só precisamos mesmo é de ter boas ideias para fazer refeições deliciosas e saudáveis :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. eu mal chego com o cabaz em casa fico logo em pulgas para experimentar receitas novas! e depois há o factor surpresa: nunca sabes ao certo o que te calha (embora possas fazer uma ideia visto que se tratam de legumes da época) e obriga-te a ser criativa com as receitas e experimentar outros sabores.

      Delete
  3. Vou espreitar esse projecto, parece ser muito bom.
    Sou como tu, sopa no Inverno e saladas de verão :D

    Bjokas.

    ReplyDelete
    Replies
    1. e quando chega o verão... gaspacho!!! tenho de aprender a fazer um que fique mesmo bem, até lá bebo litradas do do pingo doce que é realmente bom e barato.

      Delete
  4. Desconhecia este projecto mas vou espreitar para poder dar a cohecer á familia em Portugal.
    Obrigada por partilhares.

    Beijinhos

    ReplyDelete
    Replies
    1. De nada! Que pena na Suíça não haver também projectos como este! Também tenho família aí em Ulster (pela parte do marido) e tenho a certeza que eles gostariam de algo do género.

      Delete
  5. Excelente ideia para quem mora na cidade. Quando vivia em Lisboa fazia-me alguma confusão comprar grande parte dos legumes no supermercado, tinham sempre um aspecto pouco natural (ao contrário do que acontece aqui, que grande parte vem das terras da família). *

    ReplyDelete
    Replies
    1. têm um aspecto encerado e o sabor deixa sempre muito a desejar, não é? que luxo! eu só tenho algumas coisas das produções familiares: batatas, pêra rocha...

      Delete

Post a Comment

Popular Posts