Carapaus no forno.



Eu adoro arrastar o meu P. para todo o lado. Gosto de ter uma lista de tarefas para ir riscando, mas adoro a companhia dele. Sábado de manhã lá vamos nós os dois - ele muitas vezes arrastado, mas depois lá arrebita - despachar uma série de afazeres: IKEA, buscar o cabaz, dar uma volta às lojas do Chiado, procurar pechinchas em feiras, ir ao ginásio... Poderia fazer muitas destas coisas sozinha, é verdade, e há outras tantas que despacho durante a semana. Mas também gosto de ir com ele, destes momentos passados em família. Enquanto formos só os dois - e os gatinhos, claro! - gosto de aproveitar para estarmos juntos, para conversarmos, para ver anúncios de casas para venda, apreciar a arquitectura e descobrir novas paisagens.

Um dos locais de presença obrigatória é a praça. Curiosamente, foi ele que sugeriu começarmos a abastecer-nos lá de peixe fresco. Não deixa de ser caro, mas é infinitamente mais barato do que pedir peixe no restaurante e bastante mais saboroso do que o peixe comprado já congelado ou no hipermercado. Por isso de dois em dois meses lá vamos nós todos contentes, ele em direcção ao peixe à procura do melhor para grelhar na varanda ou para assar no forno, e eu em disparada à procura de novos vegetais, frutas e ervas aromáticas no andar de baixo.


~ Ingredientes ~

receita adaptada daqui
4 carapaus pequenos/médios
2 tomates grandes e maduros
1 cebola
2 dentes de alho
azeite
coentros
sal
pimenta preta em grão moída na altura
4 batatas médias

Dar um golpe nos carapaus e temperá-los com sal e pimenta. Reservar. Começar a preparar o refogado. Aquecer o azeite numa frigideira e refogar a cebola e os alhos picados. Juntar o tomate e deixar cozinhar uns minutos. Ligar o forno a 220º. Desligar o lume e adicionar os coentros picados. Rectificar de sal e pimenta. Cobrir os carapaus com o refogado de tomate e levar ao forno cobrindo com uma folha de alumínio (parte brilhante para baixo!). Assar durante cerca de 15m e depois retirar o papel de alumínio e cozinhar os carapaus mais 15m. Servir com batata cozida.


Comments

  1. Ora aqui estão uns bicharocos com os quais tenho um ligeiro problema. Não é muito a minha onda, mas pior mesmo é a sardinha. O carapau ainda escapa, quando os vejo fico de pé atrás, mas depois provo, e gosto quase sempre. Acho que depende da forma como estão cozinhados, e algo me diz que esta tua receita deve ser muito boa. Basta ter coentros ;)
    Não sei porquê, é um peixe que eu não tenho o hábito de comprar e muito menos preparar, acima de tudo, porque nunca sei muito bem o que fazer com eles. Mas agora que me deste a dica, qualquer dia tenho de experimentar. Tens aí à mão alguma receita de sardinhas que não sejam grelhadas? Eu gosto mesmo é dos filetes, já sem espinhas e todos preparadinhos :)
    O pano debaixo do prato é muito bonito, e também gosto dos talheres :)

    ReplyDelete
  2. Eu também adoro e para a lota atrás de peixe :) sabe bem melhor...
    O teu carapau assado está com um aspecto delicioso!
    beijinhos e um bom fim de semana :)

    ReplyDelete
  3. Adoro,adoro carapaus....grelhados com molho á espanhola!!!!hummmmm...Ontem comprei uns para esse efeito mas agora esta receita deixou me curiosa!!!Tenho de comprar mais para a fazer!
    Bjoka
    Rita

    ReplyDelete
  4. Carapaus fresquinhos...que maravilha!!!

    ReplyDelete
  5. Estes carapaus têm um excelente aspecto. Fazem-me lembrar uns que a minha mãe fazia, mas que dava o nome de Carapaus de Escabeche. Gostei da sugestão. ;)
    Beijinho.

    Célio Cruz
    http://sweet-gula.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  6. Nunca fiz carapaus no forno, mas têm muito bom aspecto!
    Beijinhos

    ReplyDelete

Post a Comment

Popular Posts