Queijada de laranja.


A minha avó não tinha dinheiro seu. Não tinha rendimentos, quando ia às compras voltava com o troco contado para devolver ao meu avô. Começou a tentar amealhar um pouco com a venda de sorvetes e pirulitos na rua. Outra fonte de rendimento eram os chás de tupperware. Juntava esse dinheiro para os "seus alfinetes", como lhes chamava. Com eles ajudava os filhos, mais tarde os netos. Nem vou entrar pelo discurso de género e suas ramificações, por ser tão óbvio que nem vale a pena. Dos encontros com as amigas surgiram muitas receitas. A partilha generalizou-se, o caderno escrito à mão engrossou, as Teleculinárias rabiscadas eram o prato do dia. Com essas receitas satisfazia a família, construiu o seu espólio, a sua herança, e às vezes gosto de pensar que sou seguidora do pouco que me ensinou na cozinha. É esse o valor que dou à culinária e do qual já falei tantas vezes. É algo semelhante a isso o que sinto quando no Cooking World pergunto o que faço com tantas laranjas para uma sobremesa e a Ana Rita do Bem Bons me sugere uma queijada com a qual arranco do P. este elogio: "alcançaste um novo nível de bolos." Tal como a minha avó me repetiu tantas vezes, é assim que as pessoas não morrem - quando nos lembramos sempre delas. E eu, através da partilha de receitas, nunca deixo a minha avó morrer.

~ Ingredientes ~

receita levemente adaptada daqui (porque em equipa vencedora não se mexe)

3 ovos
200 gr de açúcar amarelo
50 gr de margarina
130 gr de farinha
1\2 litro de leite magro
Raspa e sumo de 2 laranjas
1 colher de chá de aroma de baunilha

Juntar todos os ingredientes no liquidificador e misturar até conseguir uma massa sem grumos. Verter numa massa de silicone e levar ao forno a 180º até cozer. No meu durou mais de uma hora porque não é um forno ventilado e usei a dita forma de silicone. Já agora, obrigada Ana Rita por estares online a acalmares os meus anseios e me ajudares a tirar a queijada do forno apenas quando ela estava realmente pronta! ;) [O truque é abanar a queijada como uma quiche até que trema mas ficando o centro firme.]
 

Comments

  1. Pessoal exigente aí por casa, mas deste conta do recado vistes!!!
    Ficou tentadora e agora tens de fazer mais umas quantas porque o teu pessoal vai querer que subas a fasquia um pouco mais...
    Sempre que precisares,call me..... ;)
    Bjokas
    Rita

    ReplyDelete
  2. Gostei muito desta homenagem à tua avó, muito bonito o teu texto, acompanhado por uma queijada que parece deliciosa!
    Beijinhos, um bom fim de semana

    ReplyDelete
  3. Até parece que lhe sinto o cheiro...Adorei essa queijada!
    beijinhos e um bom fim de semana :)

    ReplyDelete
  4. Que deliciosa queijada!!!! Adorei :)
    Bom fim de semana
    http://flordobrownie.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  5. E que a tua avó nunca morra no teu coração e na tua lembrança e que a sua herança e esse gosto pela cozinha perdurem. Decerto ela está orgulhosa!!

    Linda queijada!!

    **
    Aida

    ReplyDelete
  6. Caramba, não paras de supreender :) Keep going!!

    ReplyDelete
  7. Que essa lembrança da tua avó nunca desapareça, gostei muito do teu texto :)

    A queijada ficou com um aspecto delicioso, que maravilha!

    Beijinhos*

    ReplyDelete
  8. Que aspecto soberbo! Parece sericaia!! :-) aí as laranjas na fruteira a chamarem por mim........

    ReplyDelete
  9. Gostei muito do texto da tua avo!!! Adorei o aspecto da queijada!!! Ja lhe dava uma valente trinca...
    Beijinho bom domingo

    ReplyDelete
  10. Ganhaste o sorteio do prémio do meu desafio :D Ganhaste o segundo prémio, parabéns :D Podes enviar-me um mail com a tua morada para tratar do envio? :D

    Beijinhos e tem um bom Domingo! :D

    ReplyDelete
  11. Que maravilha que isso deve ser! :)
    Bj S

    ReplyDelete

Post a Comment

Popular Posts