Meatless Monday ~ Beringela recheada no forno.



Não sei se cresceram com os filmes da Disney. Se têm entre 20 e 30 anos, se só se divertem com o Aladino e a Pequena Sereia se estiverem dobrados em "português do Brasil", mas se o Hércules e O Rei Leão não fizerem sentido se não estiverem no "nosso português"... então sabem do que falo. Já agora, aproveitem para ler esta crónica do Henrique Raposo sobre a infantilização da sociedade e o porquê d' O Rei Leão dificilmente vir a ser realizado nos dias de hoje.

Crescemos com histórias que nos ajudaram a crescer. Que nos ensinaram a diferença entre o bem e o mal, a necessidade de assumir responsabilidades, de como é importante ter pernas e não cheirar a peixe se queremos pescar um príncipe. Tudo isso nos foi ensinado pelos filmes da Disney. Também nos transmitiram a ideia de que os maus pagam sempre no final pelos seus erros (geralmente de uma forma bastante macabra, como a Bruxa Má que caiu de um penhasco numa noite de tempestade ou a Cruela que se espetou de carro) e que as meninas bonitas acabam sempre com os seus apaixonados (que nunca são míopes, pançudos e moles, mas altos, espadaúdos e com maxilares quadrados). Que se formos moralmente rectos, teremos a nossa recompensa no final. Que na vida há dor, há morte, há consequências. Que no final de um fio de esparguete, há sempre um vagabundo pronto a roubar-nos um beijo.
Mas, acima de tudo, ficámos a saber que, se em determinado ponto da vida entendermos o que os ratos, os pássaros e os javalis dizem, não somos mentalmente doentes. Tal como se andarmos aos pulos pela casa não somos hiperactivos. Somos apenas crianças. E de todas as lições que a Disney nos poderia ter deixado, a mais importante é que a infância foi, sem dúvida, a melhor altura das nossas vidas.


~ Ingredientes ~

um fio de azeite
1 folha de louro
1 malagueta picada
1/2 cebola pequena laminada
2 dentes de alho picados 
1 beringela pequena (retirar o interior e reservar as duas metades da casca polvilhadas com sal e viradas ao contrário)
50g de alho francês em pedaços 
50g de pimento vermelho em pedaços
1 colher de chá de Segredos para Massas Margão

Refogar no azeite a cebola, o alho e a malagueta juntamente com a folha de louro. Juntar o pimento e o alho francês (como tinha congelados, deixei-os descongelar enquanto cozinhavam cerca de 15m em lume baixo). Incorporar a beringela, deixar cozinhar e temperar com os Segredos para Massa Margão. Envolver em duas colheres de sopas e requeijão de tofu e encher as beringelas com este preparado e levar ao forno pré-aquecido a 180 graus até estar completamente cozinhado.

tempo de preparação: 60m
dificuldade: *
vegetariana: sim
para crianças:  sim 
ingrediente principal: beringela

♥ Lovely Sponsor ♥ 




Comments

  1. Deve ficar bem saboroso, nunca experimentei.
    Bjs, Susana
    Nota: Ver os passatempos a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2014/01/tronco-de-ano-novo-trunk-of-new-year.html

    ReplyDelete
  2. Gostei muito da sugestão! Quanto à Disney faz sem dúvida parte da minha vida :)
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  3. Os ensinamentos da Disney... fantástico o teu texto!
    E fantásticas também essas beringelas, adorei!
    Beijinhos

    ReplyDelete
  4. Gosto muito de beringelas recheadas! Quanto à Disney, enfim. Ainda prefiro as versões tradicionais dos contos infantis.

    ReplyDelete
  5. Eu sempre adorei os filmes da Disney e é verdade, sempre aprendemos imenso com eles, ainda que a realidade não seja nada assim, pois na realidade, hoje em dia, quem vencem sempre são os maus e as bruxas más...
    Adoro as tuas beringelas recheadas!
    Beijinhos,
    Lia.

    ReplyDelete
  6. Oh, as histórias da Disney, preencheram muito da minha infância, desde os filmes aos livros e histórias gravadas em cassetes audio que tinham as cores do arco-íris. Ainda hoje não lhes resisto :) E sim, o Rei Leão tem de ser em português e para mim a Bela e o Monstro tem de ser com sotaque brasileiro, de outra maneira não faz sentido!

    Essas beringelas também estão irresistíves, já não faço há tanto tempo, fiquei com vontade agora!

    beijinho*

    ReplyDelete

Post a Comment

Popular Posts