O bolo da Filipa.




Antigamente, quando tinha abacates maduros, era difícil resistir a fazer guacamole. Tanto comi que acho que enjoei... Infelizmente a principal razão que me leva actualmente a não correr a fazer guacamole é devido à quantidade de vezes que já me deparei com abacates verdes, o que não deixa de ser uma contradição porque verdes estão eles sempre... Uso o truque de retirar o "rabinho" do abacate e se estiver escuro é porque está demasiado maduro, se não, atrevo-me a descascá-lo. O problema é que removido o dito cujo, caso ainda não esteja maduro, calha bem que não há outra maneira de adivinhar quando o estará, razão pela qual às vezes vou meio às apalpadelas e fico com um abacate intragável nas mãos. Como são frutas caras, já tentei comer quando estavam "assim-assim" e pronto, enjoei porque provavelmente não há nada mais nojento.

Por isso, ao ver-me com um abacate com cara de quem precisava de ser comido na fruteira (embora não pudesse ter a certeza...) procurei receitas que me permitissem usá-lo sem enfrentar um eventual sabor mais adstringente. Dei com o bolo de cacau, banana e abacate da Filipa d'A Cozinha Verde e depois de convenientemente abastecida de bananas maduras (que não tinha), experimentei fazer o meu primeiro bolo vegan. A experiência que tinha com bolos integrais e afins nem sempre foi a melhor: ficavam massudos, semi-cozidos por dentro, etc. Nem sequer gosto muito de pedir sobremesas nos restaurantes vegetarianos porque abusam na frutose e isso não me agrada muito, porque, curiosamente, sabem-me a bolos tão artificiais como os das pastelarias. Por isso, experimentei adaptar a receita da Filipa com medo de me calhar um bolo massudo a saber a abacate verde. Fiquei tão mas tão satisfeita com o resultado final que nem vos conto! Nunca me passaria pela cabeça que um bolo vegan pudesse ficar assim tão fofo e saboroso! Acho que andava a experimentar as receitas erradas, portanto... Eu não pus muito açúcar de côco porque achei que as bananas maduras fariam um bom trabalho de adoçar o bolo e a sensação que tenho quando corto uma fatia para acompanhar o café é que não estou a cometer pecado da gula nenhum, pelo contrário: estou a nutrir o meu corpo de proteínas, gorduras boas e hidratos de carbono que me mantêm saciada por imenso tempo.

Obrigada pela receita, Filipa! Adorei e este bolo será certamente repetido cá em casa vezes e vezes sem conta!! Ah, e já agora, o meu marido que é um enjoadinho, também adorou e não acredito que trocasse este bolo por qualquer um dos outros, mesmo depois de lhe ter dito que levava abacate e duas bananas! ;)


~ Ingredientes ~

receita adaptada d' A Cozinha Verde

2 bananas médias maduras
1 abacate grande maduro
1 1/2 cup farinha de espelta semi-integral
1/2 cup farinha de espelta
3 colheres de sopa de xarope de açúcar de côco
1/4 cup de óleo de côco
1 colher de sopa de sementes de linhaça moídas + 3 colheres de sopa de água
1/2 cup de cacau cru
1 colher de chá de fermento
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal marinho

Ligar o forno nos 180º. Juntar as sementes de linhaça moídas com a água e reservar. Descascar o abacate e as bananas e cortá-los aos pedaços. Colocá-los na batedeira e bater com a vara de arames (uso a das claras em castelo) até que estes fiquem numa papa. Juntar o óleo de côco líquido e a mistura de linhaça, caso já esteja gelatinosa. À parte peneirar os ingredientes sólidos e juntá-los gradualmente à mistura anterior sem parar de manter, mas diminuindo a velocidade da batedeira (a mistura ficou bastante sólida e como me tinha esquecido de adicionar o açúcar de côco, optei pela calda por ser líquida e que tinha reservada no frigorífico). Colocar a massa numa forma de silicone para bolo inglês e assar cerca de 45m. Retirar do forno quando, ao espetar um palito, este sair limpo.


tempo de preparação: 90m
dificuldade: *
vegetariana: sim
para crianças: sim
ingrediente principal: cacau cru

Comments

  1. Eu não consigo enjoar de abacate. Goste de guacamole, gosto de os fazer em batido com mel, gosto em salada, e a minha receita preferida de abacate é fazer dele um molho bem suave, esmagado com alho e sumo de lima, e faz um molho para pasta que é fantástico. E este bolo deve estar mesmo muito bom, fofinho qb :)

    ReplyDelete
  2. Que delicia!

    Beijinho e bom FS

    ReplyDelete
  3. Isto com um cházinho deve ser tão bommm :)
    Tens que começar a fazer mais bolos vegan então, este saiu perfeito ;) (já começas a ficar rendida hehe)

    Beijinhos

    ReplyDelete
  4. Bom dia Maria,
    Para te dizer a verdade, adoro abacate e além da guacamole, agora adoro-o em sandes e é tão bom!!!
    Este bolo é uma excelente opção e tem um aspecto fantástico e convidativo.
    Beijinhos e bom fim de semana,
    Lia.

    ReplyDelete
  5. Também andei de olho nesta receita, e estou mesmo tentada - mas como não gosto de bananas e arrepia-me o cheio delas, imaginá-las maduras está a dar-me a volta ao sistema. Mas tem mesmo bom aspecto, tenho de inventar uma maneira de cortar as bananas daqui.
    E eu adoro abacates! E guacamole nem se fala!

    ReplyDelete
  6. Boa! :-) Eu faço muitos bolos vegan e costumam resultar bem! Este tem um ar fantástico!

    ReplyDelete
  7. Obrigada pelo miminho... Soube tão bem ler o teu post! :) Um beijinho grande*

    ReplyDelete
    Replies
    1. olha olha... obrigada eu! adorei a receita e o bolo também. beijinhos

      Delete

Post a Comment

Popular Posts