Tapas vegetarianas e a maturidade.


O maior desafio da maturidade, digo-vos eu, é ser capaz de não reagir à estupidez alheia. É ouvir determinadas coisas e deixar que estas passem sobre a nossa pele, qual carapaça luzidia, sem que deixem marca ou mossa. É ouvi-las e deixá-las passar. É dizer-lhes adeus quando já lá vão ao fundo e sorrir com um sorriso de pena por quem as disse. É perceber que somos melhores do que a nossa pior reacção à alarvidade mais triste que alguém, num dia bom ou mau, se lembrou de atirar na nossa direcção. É não perder dois minutos do nosso dia a tentar perceber o porquê: porque me disseram isto a mim, porquê se não fiz nada para o merecer, porque é que me sujeito a estas merdas. É não nos preocuparmos com o que os outros pensam ao ponto de não pensarmos sequer sobre eles. É sermos superiores a isso tudo, não porque nos esforçamos por sê-lo, mas porque a vida já nos ensinou que é esse o melhor caminho, porque já o aprendemos a ser naturalmente, porque já faz parte de nós. 

Dito isto, gostava tanto de não ter 5 anos.


~ Ingredientes ~

para os crostini
1 baguete de cereais grande (comprei no Tartine)
azeite

Ligar o forno nos 180º. Num tabuleiro forrado com papel vegetal colocar a baguete já cortada em fatias e salpicá-la com azeite e flor de sal. Levar o pão ao forno cerca de 10m, virá-lo ao contrário e assar mais 10m.

Húmus de tomate seco

1 frasco de grão de bico cozido
50g de tomate seco ao sol conservado em azeite (e umas colheres do mesmo azeite)
1 colher de chá de tahini

No processador de alimentos misturar todos os ingredientes até obter uma pasta.

Musgo-irlandês

Retirar uma pequena quantidade de musgo-irlandês (uma alga que comprei da Tok de Mar na Feira Internacional do Artesanato) e hidratá-lo com água a ferver. Atenção que as algas aumentam várias vezes o seu tamanho depois de hidratadas.

Pasta de pimento assado

1 pimento vermelho
1 cebola média
2 dentes de alho
azeite
pimenta de caiena

Ligar o forno nos 180º. Num tabuleiro forrado com papel vegetal colocar o pimento, a cebola e o alho cortados em pedaços. Temperar com flor de sal, azeite e pimenta de caiena. Levar ao forno até assar (cerca de 30m), colocar na liquidificadora e bater até conseguir uma pasta. Adicionar um pouco de queijo da ilha ralado e bater novamente.

Agrião salteado

1 molho de agrião
1 fio de azeite
1 dente de alho
pimenta de caiena
raspas de 1/2 limão
1 colher de sopa de uvas passas

Numa frigideira com azeite e um dente de alho laminado saltear um molho de agrião arranjado e lavado. Quando este reduzir consideravelmente de tamanho temperar com flor de sal e pimenta de caiena. Juntar raspas de meio limão e uvas passas.

Portobello com segurelha

1 fio de azeite
1 dente de alho
2 cogumelos portobello grandes
segurelha fresca
pimenta de caiena
sumo de 1/2 limão

Numa frigideira com azeite e um dente de alho laminado saltear os cogumelos portobello partidos em pedaços. Deixar que os coguemlos murchem e adicionar a segurelha, flor de sal, pimenta e sumo de meio limão.

Servir os crostini ainda quentes com os "toppings" desejados.





tempo de preparação: 60m
dificuldade: **
vegetariana: sim
para crianças: sim 
ingredientes principais: baguete de cereais

♥ Lovely Sponsor ♥

Comments

  1. Sobre a estupidez alheia, é isso tudo que disseste. Por vezes fica difícil não responder. Mas falando de coisas sérias, guarda aí uma tábua dessas, que eu já passo por aí, com as tapas em cima, claro, que não preciso da tábua para nada ;)

    http://coeurdartichautbyannabelle.blogspot.pt

    ReplyDelete
  2. Vendo as coisas desse ponto de vista, falta-me ainda tanto para atingir a maturidade! Eu sou muito emotiva e fervo em pouca água, como se costuma dizer por aqui!!!
    Nada como umas belas tapas para animar!

    ReplyDelete
  3. Belas tapas ,para mim davam um belo almoço
    Bjs

    ReplyDelete
  4. Ena pá, eu ia agora tapear aí contigo! Confesso que só a 2ª é que não me cheirou...mas provava que os olhos ás vezes enganam-se!!
    Bjoka
    Rita

    ReplyDelete
  5. Adorei todos os petiscos, mas a pasta de pimento assado deve ser uma delícia! Adorei!

    Beijinhos*
    http://marlenesct.blogspot.pt/
    http://dapanelaparaocoracao.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  6. Como te compreendo em relação à estupidez alheia, mas por vezes é mais forte e é dificil ficar calado e chmar as pesoas à razão. But, life goes on...
    Quanto às tuas tapas, ficaram lindas e muito sugestivas. Já sei o que irei fazer num próximo lanche ajantarado de domingo. ;)
    Beijinho.

    ReplyDelete
  7. Normalmente não tenho *grande* dificuldade em não desatar à pancada, mas às vezes apetece :P
    Que tapas tão giras! Gostei principalmente da de agrião :D

    ReplyDelete
  8. Há pessoas que têm o condão de nos fazer mandar toda a maturidade pro catano e partir para a insensatez, mas é isso que nos faz aprender a ser melhores da próxima vez.. Para mim o "Talk to the hand" é a melhor solução para pessoas que me fazem nervos :P

    Que tapas tão boas, quero toodas, já te disse! :)

    ReplyDelete

Post a Comment

Popular Posts